Colesterol: Sintomas, como tratar

O colesterol é uma gordura que está presente no cérebro, coração, fígado, intestinos, músculos, nervos e até na pele. Essa gordura é usada para produzir hormônios como a testosterona, o estrógeno e o cortisol, além da vitamina D e ácidos biliares que facilitam a digestão das gorduras. Cerca de 70% do colesterol é produzido pelo próprio corpo, no fígado, enquanto 30% vêm da dieta. Neste artigo, você vai conhecer os sintomas e como tratar o colesterol alto.

Tipos de colesterol

Há três tipos de colesterol. Por ser uma substância que é uma gordura, o colesterol não é dissolvido no sangue. Ele precisa então de algo que o carregue para as outras partes do corpo, e esse carregamento será feito pelas lipoproteínas. O primeiro colesterol é o LDL, conhecido como o colesterol ruim. Trata-se de uma lipoproteína de baixa densidade. Ele é chamado de ruim pois em números elevados pode se acumular nas artérias e causar problemas que culminam no risco de infarto e acidente vascular cerebral.

O colesterol HDL é conhecido como o colesterol bom, e se trata de uma lipoproteína de alta densidade que consegue tirar o colesterol das artérias e transportar até o fígado, para que a partir dali possa ser excretado. Ele é, portanto, um limpador das artérias. Uma boa taxa de colesterol HDL muitas vezes protege a pessoa de ataques cardíacos e AVCs, mas essa gordura boa não elimina totalmente a ruim.

O último tipo é o colesterol VLDL, que se trata de uma lipoproteína de muito baixa densidade. Ele entrega o colesterol e os triglicerídeos para outros tecidos. Depois, é estocado no tecido adiposo ou utilizado como fonte de energia. O que sobra dá origem ao LDL.

Sintomas do colesterol

É aí que mora o problema, pois o colesterol alto não apresenta sintomas, como cansaço, falta de ar ou dor de cabeça. É considerado uma doença silenciosa, e, para saber dos níveis de colesterol de seu corpo, é preciso fazer o exame de sangue. Sintomas como dor no peito e palpitação podem ter origem no colesterol alto, mas esses sintomas podem aparecer por causa de um infarto ou de outro problema de saúde.

Quem precisa buscar ajuda

O paciente precisa buscar ajuda médica quando em sua família há história de colesterol algo — pois pode ser genético —, quando ele tem excesso de peso ou doenças relacionadas ao excesso de peso.

Tratamento do colesterol

O tratamento do colesterol é feito a partir de um conjunto de ações que realmente fazem a diferença. Primeiramente, é importante mudar de estilo de vida fazendo exercícios e ingerindo uma dieta saudável. Se você tem excesso de peso, deve emagrecer. A dieta saudável consiste em muitas gorduras insaturadas e poucas gorduras saturadas. Fazer tudo isso é importante para todas as pessoas que sofrem de colesterol alto, principalmente porque essa doença tem participação genética e alimentar.

Alimentos de origem animal possuem colesterol, então é preferível ingerir alimentos de origem vegetal. É recomendado não comer alimentos fritos, então prefira o grelhado e o assado, além do cozido. Frutas e vegetais também são uma ótima opção, além de alimentos ricos em fibras, como a aveia. Leite desnatado e sorvete light ajudam também a não elevar os níveis de colesterol.

Além disso, muitas vezes é preciso fazer uso de remédios receitados pelo médico. Esses remédios são as estatinas, que reduzem o LDL e aumentam o HDL. O seu médico vai receitar o medicamento que for mais adequado ao seu caso, que pode ser a Sinvastatina, Atorvastatina ou outro.

Prevenção do colesterol

Para se prevenir, valem os mesmos conselhos dados acima, que é fazer exercícios físicos regularmente e comer alimentos mais saudáveis. Mas não é só isso. É recomendado que a pessoa que quer se prevenir contra essa doença não fume e evite ficar estressada. Dessa forma, as chances de contrair a doença são menores.

Espero que tenha gostado do artigo. Obrigado e até mais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *