Periodontite: conheça as principais causas

Não existe uma pessoa que não precise se preocupar com as causas da periodontite, que é o segundo estágio das doenças de gengiva.

A razão disso é bem simples; 50% do adultos têm uma doença gengival. Se não cuidarem da situação, poderão desenvolver a periodontite e precisar passar por procedimentos odontológicos para resolver a situação.

Mas o que é essa doença e quais as causas? O que você pode fazer para evitar sofrer com ela? É o que veremos a seguir! Portanto, siga a leitura do artigo até o fim!

O que é periodontite?

Periodontite

A periodontite é o segundo estágio da doença periodontal, que afeta toda a parte da gengiva até chegar ao osso que protege e dá sustentação ao dente.

No geração, a doença periodontal é composta por três estágios, que vão do mesmo grave até o mais grave de todos.

O menos grave é a gengivite, que trata-se de uma inflamação na gengiva. Em seguida, vem a periodontite, onde a inflamação chega até ao tecido ósseo da mandíbula, onde começa a haver perda óssea. Isso leva a uma série de problemas e, se não for corrigida, ao terceiro estágio da doença, que é a periodontite avançada, onde os dentes amolecem e começam a cair.

Detectar uma periodontite não é difícil. O primeiro estágio é identificar se há inflamação na gengiva, o que pode caracterizar a gengivite. Nesse caso, basta olhar se a cor da gengiva é de um vermelho bem forte ou se ela está rosa clara. Se for a primeira opção, é sinal de que a gengiva pode estar inflamada.

Se a doença evoluir para periodontite, os sintomas são mais pesados e difíceis de deixar passar. Eles incluem:

  • Gengivas inchadas, muito vermelhas ou roxas;
  • Sangramento nas gengivas na hora da escovação;
  • Gengiva muito sensível ao toque;
  • Mau hálito;
  • Dentes soltos ou moles;
  • Paladar alterado.

Quais as causas da periodontite?

Suponha que você tenha se identificado com os sintomas listados acima. O que será que pode ter causado a periodontite em você? Ou seja: quais são as causas da periodontite?

No geral, a periodontite é a evolução da gengivite. Por isso, a principal razão para o seu aparecimento é não cuidar a questão no estágio inicial da doença periodontal.

No entanto, a doença é causada pelo acúmulo de placa bacteriana na região dos dentes e da gengiva. A placa bacteriana se transforma em tártaro e começa a causar a infecção que dá origem a gengivite.

Outras possíveis causas da periodontite são:

  • Má oclusão dos dentes (trata-se das situações em que não há um encaixe adequado entre as duas arcadas dentárias. Por isso, fica fácil acumular restos de comida entre os dentes, o que leva a proliferação da placa bacteriana);
  • Cáries (se deixadas livres, podem levar à periodontite);
  • Baixa produção de saliva da pessoa (a saliva a ajuda a combater a placa bacteriana);
  • Tabagismo;
  • Medicamentos, como antibióticos, bem fortes.

Qual o tratamento contra a periodontite?

O tratamento para a periodontite não é muito complicado, apesar de ser uma doença sem cura. O tratamento dependerá do estágio e da avaliação do dentista que cuidará do caso.

O primeiro estágio do tratamento é a Terapia Básica Periodontal, que consiste num processo bem simples de raspagem feito por um profissional. O objetivo é remover os tártaros e cálculos que ficaram aderidos aos dentes.

Além da remoção do tártaro, existe um processo de descontaminação da região, para eliminar as toxinas que ficam presas na área. Esse processo básico é feito em dois estágios, dependendo do nível da periodontite. O primeiro é o chamado de raspagem supragengival, que é feito na parte de superficial da gengiva. Já o outro é a raspagem subgengival, que pode ser feita com raspadores ou instrumentos ultrassônicos, e é realizada abaixo da margem da gengiva.

A segunda etapa do tratamento é feita em casos de periodontite avançada, em que o tártaro já está muito profundo na gengiva. Nesse caso, é necessário fazer uma cirurgia que expõem as raízes dos dentes para uma raspagem mais profunda.

Depois disso, é necessário fazer um cuidado básico semestral para cuidar do avanço da doença. Esse acompanhamento é chamado de Terapia Periodontal de Suporte. Sua função é de fazer a manutenção da gengiva de modo a evitar que a doença se manifeste novamente.

Como prevenir as causas da periodontite?

Existem 4 hábitos simples que ajudam a prevenir as causas da periodontite e que você pode adotar hoje mesmo para evitar o aparecimento da doença.

São eles:

  • Usar o fio dental para alcançar espaços entre os dentes, que a escova não consegue chegar;
  • Escovar os dentes corretamente, dando tempo para alcançar o máximo de lugares possíveis, completando a escovação com o fio dental e um enxaguante bucal;
  • Visitar o dentista regularmente para prevenir problemas e remover o tártaro antes que ele acumule demais;
  • Evitar comer doces, pois o açúcar é muito importante para o desenvolvimento da placa bacteriana.

Seguindo essas dicas, você conseguirá evitar as causas da periodontite. Se não conseguir prevenir, cuide da situação no estágio de gengivite, evitando que ela evolua e cause danos sérios.

E aí, o que achou do artigo? Informativo? Então deixe um comentário abaixo com a sua opinião!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *